Overview

 

Este artigo descreve como realizar a configuração do Diagnostic Logging utilizando a Central de Administração e o Windows PoweShell. Também descreve as melhores práticas para configuração do Diagnostic Logging. Pode ser utilizando tanto para SharePoint Foundation ou SharePoint Server 2010.

 

Solução

 

É preciso tomar alguns cuidados ao habilitar o Diagnostic Logging no Servidor de SharePoint. Os itens a seguir, descrevem as melhores práticas para habilitar este serviço:

 

  • Mudar a unidade que conterá as informações de diagnostico: Por padrão o SharePoint salvará as informações de diagnóstico na unidade padrão que o SharePoint foi instalado, porém caso você permita essa ação, pode ter alguns problemas futuramente em relação a espaço e desempenho do disco, pois além de aumentar a quantidade de dados ele também poderá ter problema com desempenho do disco.
  • Restringir o uso do espaço em disco para o registro das informações: Agora no SharePoint 2010, você pode utilizar o Restrict Trace Log Disk Space Usage, que limita o espaço em disco que o Log usará para registrar as informações, certificando-se assim que o disco não vai encher, o que normalmente acontece quando você o configura para gravar eventos no nível detalhado. Quando é usado a restrição de disto, os logs mais antigos são removidos e as novas informações são registradas.
  • Utilizar a configuração Verbose: O modo Verbose registra um log detalhados sobre os processos que estão ocorrendo no Servidor registrando assim todas as ações que o SharePoint Server 2010 realizará. Este modo pode afetar o desempenho e utilizará uma grande quantidade de dados. Você pode utilizá-lo quanto estiver fazendo alterações importantes e depois que finalizá-las, re-configurar o log para gravar apenas eventos mais elevados para que não comprometa o desempenho do seu ambiente.
  • Realizar o Backup dos logs regularmente: O diagnostico de logs contém muitos dados importantes, e é necessariamente importante realizar o backup deles e preservá-los.
  • Habilitar o Enabled Event Log Flood Protection: Ao habilitar esta opção você irá configurar o sistema para detectar eventos repetidos no log de envento do Windows. Isso permitirá que as informações sejam reprimidas.

Configurando o Diagnostic Logging utilizando a Central Administration

1. Abra a Central Administration e clique em Monitoring.

2. Na página Monitoring, na sessão Reporting, clique em Configure diagnostic logging.

3. Na página Diagnostic Logging, em Event Throttling você pode configurar as categorias que deseja habilitar para que seja registrado o log das ações. Selecione All Categories.

4. Selecione o nível que você deseja registrar as informações em Least critical event to report to the event log e Least critical event to report to the trace log.

É neste passo que pode ser aplicado o modo Verbose, porém como já discutido anteriormente, é uma boa prática habilita-lo apenas quando irá realizar uma configuração importante.

Você pode expandir as categorias clicando em (+).

5. Em Event Log Flood Protection, mantenha habilitado.Ao habilitar esta opção você irá configurar o sistema para detectar eventos repetidos no log de envento do Windows. Isso permitirá que as informações sejam reprimidas.

6. Em Trace Log, na opção Path , entre com o caminho que deseja gravar o log.

Neste passo que podemos configurar o armazenamento das informações em outra unidade.

7. Em Number of days to store log files, você pode configurar a quantidade de dias que irá registrar as informações. O SharePoint só aceita valores de 1 a 366 dias. Quando passado do número de dias que irá configurar, ele se encarregará de deletar os arquivos anteriores automaticamente.

8. Em Restrict Trace Log disk space, você também pode configurar para que ele limite até uma quantidade de informação a ser gravada. Quando ele atingir o tamanho configurado, automaticamente ele deletará as informações antigas.

 

Configurando o Diagnostic Logging utilizando o Windows PowerShell

 

1. Indo em Start >> All Programs >> Microsoft SharePoint 2010 Products e clique em Microsoft SharePoint 2010 Management Shell para abrir a ferramenta de linha de comando.

2. Entre com os seguintes valores:

Set-SPLogLevel -TraceSeverity {None | Unexpected | Monitorable | Medium | High | Verbose} –EventSeverity {None | Information | Warning | Error | Critical | Verbose} –Identity <nome da categoria> -Verbose

 

Você pode utilizar o parâmetro Identity para especificar uma ou mais categorias que deseja alterar.

Você também pode verificar as configurações aplicadas digitando Get-SPLogLevel, como mostrado na imagem:

 

 

Você pode resetar todas as categorias também digitando Clear-SPLogLevel.

Anúncios